Um caudal de… incumprimento!

(Leia o comunicado do Movimento Independente Autárquico comunicado_2
“Sintrenses com MarcoAlmeida”)

 

Basílio Horta continua, de forma habilidosa, a gerir a sua imagem utilizando a propaganda e, aproveitando a curta memória dos munícipes sobre as suas promessas de campanha, lançar na comunicação social noticias enganadoras para “tapar” todo um caudal de incumprimentos relativos ao que prometeuIMG_6633

Na imagem ao lado podemos comparar aquilo que foi um dos principais compromissos de campanha do PS e de Basílio em 2013 (baixar a fatura da água) com uma notícia anunciada no final de 2015 onde anuncia, de forma triunfalmente ardilosa, que o preço da água não iria aumentar. Mas… o compromisso não era baixar a fatura? E dois anos depois até parece que é uma grande conquista manter o preço?!

Este nosso texto vem a propósito de mais uma informação formatada (http://www.noticiasaominuto.com/economia/515641/camara-de-sintra-assume-um-milhao-de-euros-para-manter-preco-da-agua) que omite o clamoroso incumprimento de uma promessa eleitoral e que releva alguns dados curiosos que temos que comentar.

Diz a notícia que a CMS assume um milhão de euros para manter o preço da água e, engenhosamente, juntam esse valor à insignificante baixa do IMI dizendo que “devolverão” cerca de 3,7 milhões de Euros aos munícipes. Interessante a utilização do verbo “devolver”. É que é esse mesmo verbo que o Movimento Independente Sintrenses com Marco Almeida tem utilizado, quer na proposta que apresentou e que foi recusada pela maioria onde seriam devolvidos 9,8 milhões (o triplo!!) e sem incluir esta, desculpem a expressão, “astúcia”.

É que Sintra, comparativamente a municípios limítrofes como Oeiras, Cascais, Amadora, e Lisboa é quem paga (ver quadro 1), e vai continuar a pagar, a fatura mais alta de todos estes concelhos

Quadro 1

Municipio
Abastecimento
Saneamento
RSU
TOTAL

Sintra

139.24

123.36 53.52 316.11

Amadora

132.72 111.35 28.30 272.37
Oeiras

132.72

111.35

61.85

305.92

Cascais

125.34

76.44

70.29

272.08

Lisboa 105.38 90.30 47.32

243.00

(Fonte: http://www.deco.proteste.pt/casa/agua/noticia/agua-quanto-custa-a-tarifa-no-seu-municipio)

 

Mal menor não permitirem o aumento mas não pode satisfazer o Movimento “Sintrenses com Marco Almeida” que preconiza há muito o abaixamento da tarifa da água, ou seja, ao revelar disponibilidade para prescindir agora de 3,7 milhões, naquilo que representa pouco menos de 40% do montante em que a nossa proposta de redução dos impostos municipais implicaria e cuja Moção (consultar aqui) este executivo recusou, a Câmara dá por provado que se hoje tem condições para o fazer andou 2 anos a não o concretizar porque assumidamente não o quis.

Poderia ter reduzido a tarifa da água sem precisar de esperar agora pelo aumento anunciado pela EPAL. Evita que os consumidores paguem mais em 2016 mas poderia, afinal, ter permitido que em 2014 e em 2015 pagassem menos.

Conclui-se que esta medida só dá razão ao Movimento “Sintrenses com Marco Almeida” e percebemos que à medida que o tempo avança e que mais nos aproximamos de 2017, ano de eleições autárquicas, a propalada sensibilidade do actual Executivo se agigante, com fins claramente eleitoralistas.

Mas quando se pretende fazer à pressa o que poderia ter sido feito com tempo, fruto duma estratégia concertada em nome dos Sintrenses e da sua qualidade de vida, o risco é que se deixem descobrir os pés de barro…

 

Bancada da A.F. de Massamá e Monte Abraão

Carlos Saldanha

 

Anúncios
por Sintrenses com Marco Almeida - União Freguesias Massamá e Monte Abraão

Comente! Contribua! Participe!

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s